Seu Show

BANDAS

Oi de Gato


FICHA TÉCNICA

  • Cristiano Guimarães: Percussão
  • Tiago Freitas: Violão e voz
  • Daniel Miguez: Pandeiro e voz
  • Natan Silva: Cavaquinho
  • Fábio Souza: Bateria
  • Leonardo Macedo: Sax e flauta
  • Rodrigo Pelezinho: Trombone
  • Rayane Boldrine: Voz

RELEASE

Traduzir qualquer sensação e sentimentos em palavras sempre foi e será uma tarefa árdua. Este dom de dar voz aos nossos anseios, tristezas e alegrias nasceu com o Samba por simplificar em versos e canções diretas, mas de grande profundidade e precisão para a vida das pessoas. Esse poder transformador fez surgir em 2008 o Oi de Gato, que são mais do que apreciadores de Samba: são devotos dos bambas.
O desejo de aprender e chegar perto dos grandes nomes do Samba não apenas em qualidade, mas também no intuito de manter e levar essa arte para as mais distantes fronteiras da música, fez com que o grupo formado por Cristiano Guimarães (percussão), Daiel Miguez (pandeiro e voz), Tiago Freitas (violão e voz), Natan Silva (cavaquinho), Fábio Souza (bateria), Pelezinho (trombone), Leonardo Macedo (Sax e flauta) e Rayane Boldrine (voz) conquistasse a atenção do grande público em suas apresentações em várias partes das Minas Gerais.
O aprendizado e trabalho firme da banda gerou participações importantes em eventos como Comida di buteco, Parque da Brahma, Circuito de Bloquinhos (praça JK),O Samba Bate Outra Vez, Estação do Samba no Carnaval de BH (PBH 2013/2014/2015,2016), Inauguração da nova Praça da Savassi, aniversário de 82 anos do Mercado Central, Festival Cachaça Gourmet, além de parcerias com grandes nomes nacionais como Fundo de Quintal, Casuarina, Zeca Pagodinho, Seu Jorge, Toninho Horta e bambas de peso no cenário mineiro.
O trabalho base do Oi de Gato posta em um repertório de releituras de clássicos do samba, misturados à bossa nova e ao samba-rock com tratamento diferenciado nos arranjos e entonação das melodias. Constam em seu “setlist” sucessos de compositores e intérpretes como Chico Buarque, Adoniran Barbosa, Ary Barroso, Paula Lima, Seu Jorge, Jorge Ben Jor, Clara Nunes e Dona Ivone Lara entre outros.
Em 2017 o grupo prepara o segundo material autoral na caminhada no mundo do Samba: criar sua identidade musical com a própria percepção sobre os temas da vida, algo recorrente e muito eficaz nos sambistas que fazem a leitura do mundo ao nosso redor. Outro aspecto a ser ressaltado no som do Oi de Gato é a capacidade de reler os sambas apresentados com ares bem contemporâneos e dançantes, criando uma empatia natural com o público presente em seus shows.

Um trabalho rico em sua musicalidade, prezando pelos altos padrões de qualidade musical e respeito pelas obras dos grandes mestres de ontem e de hoje.


GALERIA DE FOTOS